7 passos para um bom negócio na escolha de armazéns logísticos

Está na hora de escolher um novo galpão logístico para as operações? Quanto tempo demora para encontrar um bom armazém? Quais são as principais características para se observar e fazer a melhor opção? Alugar ou construir? Com mais de 10 anos no mercado logístico, trabalhando com a consultoria e intermediação de negócios, especialmente o imobiliário, a TX Negócios tem algumas dicas para quem está estudando o assunto e preparou uma lista sobre itens que você não pode deixar de comparar antes de tomar uma decisão.

Passo 1 – Planejamento

Se o seu negócio depende de um estoque grande e está em plena expansão, não espere as operações de estocagem se tornarem um problema a ser solucionado.  Faça um planejamento de curto, médio e longo prazo, pensando de 2 em 2 anos por etapa. Busque uma alternativa que te dê margem de expansão ao negócio não só para o próximo biênio, mas que não comprometa seu capital em uma reserva grande de espaço ainda desnecessária.  Condomínios industriais com terrenos planejados para crescimento ou armazéns com área livre para futuras construções podem ser um bom caminho. Pesquise com calma e compare todas as vantagens técnicas (não só o valor do m2) antes de definir a locação.

Se o seu negócio depende de um giro muito ágil, atente-se para facilities que encurtam o tempo. O local do armazém é importante e precisa estar em área de fácil acesso a rodovias, portos e aeroporto, mas você também deve observar a estrutura das docas e a área de manobra, por exemplo. 

Passo 2 – Construir ou alugar?

Ter um galpão é entrar para o ramo imobiliário. Além de imobilizar capital que poderia estar sendo investido no seu negócio original, você se torna responsável pela manutenção da área. Na locação também se ganha flexibilidade e agilidade na hora de ações estratégicas que envolvam expansão, redução, realocação etc.

Por outro lado, ao construir você integra um novo ativo ao negócio, que pode ser vantajoso com a valorização do m2 na região. Se a ideia for dividir em módulos e gerar renda com a locação, o ideal é que busque consultoria especializada, como a da TX, para já guiar o investimento de forma a atrair investidores futuros e traçar a realização do negócio.

Passo 3 – Atenção aos aspectos da região

A região escolhida pode trazer muitas vantagens e desvantagens. A segurança do local, a acessibilidade a áreas de escoamento, a facilidade de mobilidade de funcionários e colaboradores e os incentivos fiscais são alguns dos principais pontos para avaliação. Pondere sobre cada um desses itens separadamente e em conjunto.

Passo 4 – Espaço e segurança

Analise com critério se o espaço oferecido atende não só as suas necessidades de curto prazo, mas de médio e longo também. Se a perspectiva do negócio é crescer e precisar de mais espaço, o local te dá alternativa? 

Avalie se o valor da locação da área possui incluída a segurança patrimonial ou este é um investimento adicional que você terá que fazer? O controle de portaria é eficiente ou você precisará alocar verba para ter controle? 

Passo 5 – Estrutura construtiva

Dê preferência para galpões de Padrão A, isso gera economia e aumenta competitividade. Pesquise sobre a legalidade do imóvel, que precisa estar com todas as licenças e alvarás em dia, se tem saneamento básico, drenagem pluvial, e sistema de prevenção de incêndio. Verifique se o pé direito é alto o suficiente, 10 metros ou mais, se o piso é liso para operação das empilhadeiras, se está sem rachaduras e problemas de dilatação e tem resistência de ao menos 6 toneladas para suportar o estoque o maquinário e a equipe sem constantes manutenções, e se possui docas com 6 metros de cobertura com niveladoras hidráulicas, para que a entrada e saída de mercadoria tenha um fluxo sem entraves.

Armazéns que privilegiam a luz natural e conforto termo-acústico ajudam no bem-estar dos funcionários, o que aumenta produtividade, facilitam a identificação e preservação do estoque e refletem na economia da conta de luz. 

Veja se possui banheiro adequado, vestiário e refeitório. Mais uma dica é saber se o estacionamento tem vagas suficientes, não é nada bom chegar para trabalhar e não ter onde colocar o carro, e pior ainda se isso acontecer com um potencial cliente. 

Passo 6 – Faça um levantamento sobre investimento em alterações

Nem todo armazém é perfeito para o seu negócio. Estude se vale a pena investir em alterações contrapondo o custo-benefício. Por vezes, o aluguel mais barato não é o melhor custo e essa diferença pode tirar poder de competitividade de seu negócio.

Passo 7 –  Busque especialistas

Na área de logística há especialistas que podem te ajudar a pensar no negócio e encontrar soluções que vão desde a melhor escolha de galpão para o perfil comercial, até na orientação de negociações do espaço e de facilities importantes para o sucesso do investimento.  

A TX é um exemplo. Uma das empresas com mais áreas mapeadas no ES, com clientes de peso no portfólio e experiência que percorre desde o planejamento até a realização do negócio com intermediação com Fundos de Investimentos. 

.

Publicado por KICk

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.