Empresas apostam em estoque vertical com empilhadeiras elétricas

Empilhadeiras elétricas estão ganhando destaque entre as facilities mais buscadas por grandes empresas, de diferentes setores. A mudança na demanda está relacionada a um movimento maior do setor de logística,  com a migração, especialmente de Centros de Distribuição, para condomínios logísticos de alto padrão no Espírito Santo. Com a busca de posicionamento estratégico, segurança e armazéns de primeira linha que permitam a verticalização dos estoques, foi ampliada a necessidade de disponibilidade de empilhadeiras modernas para a garantia de segurança e otimização das operações.

“Nós fazemos toda a intermediação do negócio, desde o mapeamento de áreas ideais, passando pela construção dos espaços conforme necessidades atuais das empresas, até a administração da relação com o cliente, para dar suporte em tudo que pudermos. Quando as empresas cresceram seus estoques verticais, hoje próximos a 11 metros de altura, ter equipamento certo para movimentar as cargas passou a ser fundamental, pela agilidade e pela segurança de quem está na operação. Então, a TX abraçou a oferta de empilhadeiras elétricas de alto padrão”, contou o CEO da TX Negócios, Sandro Márcio Viturini.

Um dos exemplos de empresa que atualizou suas operações de estocagem e movimentação de cargas é a Sipolatti, uma das maiores redes varejistas do Espírito Santo. Com uma recente troca de endereço para um galpão no CLGV,  garantiu a ampliação em mais de 300% da capacidade de estocagem da empresa, incluindo a verticalização, e optou por equipamentos que fortalecessem a segurança e a agilidade das movimentações. 

Veja mais sobre a inauguração do novo CD Sipolatti

O diretor de Logística da Sipolatti, João Pereira Filho, explica que a nova estrutura possui 14 metros de altura e que o estoque vertical chega a atingir 11 metros, otimizando a capacidade e também o processo, que passou a contar com o suporte de equipamentos, especialmente as empilhadeiras elétricas da TX Negócios. “Com esta estratégia, reduzimos o tempo de operação em 40%, com segurança”, revelou.

Já são 40 empilhadeiras distribuídas com clientes como a Sipolatti, a Arezzo, a Brinox, a Kley Hertz entre outras.  “Optamos pelas empilhadeiras elétricas da Still, pois são eficientes e um das formas mais limpas de movimentação de cargas. Os projetos são específicos e sob demanda e os contratos de 36 meses. Entregamos e damos a manutenção com o melhor custo-benefício para o cliente, porque é um serviço criado para atender uma deficiência de mercado, sem estoque suficiente para a demanda específica para este tipo de estocagem.”, pontua Sandro Márcio.

As empilhadeiras

Entre os projetos já implementados as principais empilhadeiras utilizadas são:

RX50-16: 

RX Still

Extremamente compacta, com três rodas e com tração traseira. Transporta até 1,6 toneladas de mercadorias com velocidade de condução de até 12 km/h. Possui controle da autorização de acesso, o que  também garante boa segurança na operação. Tem ergonomia, cabine espaçosa, grande janela de visualização que permite a visão de todos os lados, proteção superior e exibição do ângulo de direção para abordagens seguras e precisas em áreas estreitas. 

FM-X 17/20:

FMX empilhadeira

Retrátil, ágil, segura e eficiente, com um ótimo campo de visão. Elevação de cargas até 13 m de altura, velocidades de deslocamento de 14 km/h e de elevação de até 0,58 m/s. Excelente ergonomia para o operador e sistema de direção elétrica de 360° que permite movimentos ágeis e suaves do volante com a máxima segurança, além de controle de velocidade em curvas (CSC) que reduz automaticamente a velocidade de condução de acordo com o ângulo de giro do volante.

A EGV 14/16:  

EGV empilhadeira

Direção leve e precisa, permite manobras em espaços reduzidos. Movimenta muito bem verticalmente cargas leves e moderadas até 1,6 toneladas. O operador não precisa olhar para os botões de acionamento no timão, diferenciados devido a características táteis. Possui um exclusivo sistema suavizador que evita movimentos bruscos com a carga. Freio eletrônico regenerativo, que aproveita energia da frenagem para alimentar a bateria, aumentando a autonomia do equipamento. Ótima visibilidade, que se traduz em maior segurança na hora de elevar e arrumar cargas ou para retirá-las das estruturas. Sistema anti roll back (evita que a máquina desça involuntariamente em rampas) e Sistema ramp start (maior torque inicial, especialmente em rampas). Chave soco para desligamento de emergência.

Conheça todas as disponibilidades de empilhadeiras

Tx Negócios

Publicado por KICk

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *